Carregando...

Por favor, aguarde...

Veja orientações para quem produz, entrega e consome refeições em momento da crise do Coronavírus.
Nesse momento em que o atendimento presencial em serviços de alimentação foi interrompido, o delivery é um caminho importante para todos! Mas é fundamental manter cuidados especiais com a segurança do alimento pelo estabelecimento, entregador e cliente.

Ao realizar delivery, o empresário deve garantir:

1. Acomodação em embalagens adequadas, íntegras e limpas; • Inclusão de informações sobre o consumo do alimento (ex. rotulagem informando para consumir imediatamente ou orientação de aquecimento);
2. Lacres de segurança;
3. Agilidade entre o tempo de produção e entrega;
4. Cuidado com o manuseio não apenas na produção, mas também pelo entregador, por meio de orientação;
5. Entrega do alimento ao cliente na temperatura apropriada, seja refeição pronta ou congelada.
Fonte: SEBRAE
Importância da limpeza da máquina de cartão:

A máquina de cartão é tocada por muitas pessoas, o que pode potencializar a transmissão indireta.
Para evitar a contaminação, a limpeza com álcool isopropílico deve ser feita no equipamento durante o dia. Para tirar o excesso, use um novo papel e descarte-o. Esse procedimento pode ser aplicado em outros equipamentos eletrônicos, como celulares e tablets. Teclados e mouse também devem ser higienizados.
Não use álcool gel nesses equipamentos, pois poderá danificá-los.
Para que o risco seja minimizado, o pagamento por NFC (Near Field Communication), também conhecido como pagamento por aproximação é uma excelente alternativa. Com ele, os clientes não precisarão ter contato com o equipamento, basta aproximar o cartão ou o smartphone e a compra estará paga.
Fonte: Cielo
Cuidados ao receber delivery:

1. A lavagem ou higienização das mãos com álcool 70% deve ser feita antes e após a entrega do pedido.
2. As embalagens devem ser descartadas pelo cliente.
3. Ainda que não haja evidências que a Covid-19 possa infectar as pessoas por meio da alimentação, todos os cuidados são totalmente válidos e devem ser reforçados.
4. Evitar o contato com o entregador. Se possível, reveber os produtos na portaria.
Fonte: SEBRAE